resenha

O Resgate do Tigre – Colleen Houck

30 abr 2013
Informações

O Resgate do Tigre

Colleen Houck

arqueiro

série A Saga do Tigre #2

432 páginas | 2012

4.25

Design 4.5

História 4

12

Compre! Amazon

Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

Design

Mantenho minha opinião sobre o design do livro que comentei na resenha do primeiro da série. Minhas únicas questões aqui são que o tigre negro da capa não ficou muito real para mim e a fragilidade da laminação.

Quanto ao tigre tive a impressão de que é um daqueles normais (dos laranjas, sabem), que alguém chegou no photoshop e deu um colorize para que ele ficasse preto… Ficou um pouco falso. Já a laminação, fiquei impressionada como ela não resistiu. Sou uma pessoa relativamente freaky com meus livros e tomo um cuidado absurdo com eles. Mas no final da leitura os cantos da laminação já estavam todos levantados e o vinco que é feito na capa para facilitar a dobra estava todo machucado e marcado. Triste ficar com a capa meio detonada deste jeito.


História

Vamos começar dizendo que preciso dar o braço a torcer pela continuação dA Saga do Tigre. Colleen Houck conseguiu me surpreender e até me deixou com uma ligeira raiva de não ter os dois próximos livros para continuar a leitura. Então é parabéns para a autora que conseguiu reverter uma opinião inicial bem negativa para uma outra de expectativa.

Se você ainda não leu o primeiro livro, vou tentar não comentar nada que pode ser considerado spoiler, mas leia a resenha por sua conta de risco. :D

A história continua exatamente de onde a primeira parou, Kelsey voltando para os EUA depois de tomar a decisão mais estúpida da sua vida. Na primeira parte do livro acompanhamos sua tentativa de se reintegrar ao mundo comum depois de todo o tempo que passou com os príncipes tigres na Índia. Só é um pouco complicado pela quantidade absurda de coisas que ela ganhou, fora um monte de dinheiro em uma conta, casa, porsche, e a faculdade paga.

Ela decide inclusive tentar esquecer que está apaixonada, e começa a se relacionar com três meninos ao mesmo tempo, enquanto tenta escolher qual deles poderia tentar alcançar a magnitude de seu tigre. Ela até começa a aceitar que seu professor de wushu, com o tempo, poderia chegar perto de ser um interesse romântico. Até o momento que os tigres estão de volta em sua vida.

A busca pelas três partes seguintes da profecia de Durga continua com Kelsey e Kishan tentando encontrar Shangri-lá. Como todo romance young adult que se preze, o triângulo amoroso vem com tudo, fervendo de emoção. Kishan é tão, ou mais, adorável que Ren. Seu lado badboy tem tudo para conquistar as meninas com instintos de cuidar dos outros. Obviamente, ele mexe com a cabeça de Kelsey e, preciso dizer, que gostei da dinâmica dos dois juntos. Kishan+Kelsey é tão divertido e sensual quanto Ren+Kelsey é romântico.

Mais do passado dos irmãos é contado, ainda mais ação e romance, e dessa vez mais interessante porque Kelsey pode ser uma parte ativa nas lutas, por causa das aulas de wushu. A donzela indefesa ficou no primeiro livro.

Acredito que uma única coisa me chamou a atenção e ainda pode melhorar um pouco. A história alterna entre momentos repletos de romance, ou cheios de ação e descrições detalhadas de lutas, e outros extremamente didáticos e levemente embromadores sobre mitologia, cultura e história. Kelsey acaba fazendo o papel do leitor, que precisa conhecer essas informações que o Sr. Kadam passa o tempo todo para realmente poder compreender a narrativa.

Fora isso, prefiro muito mais a Kelsey ativa e guerreira, do que a que ficava se desmerecendo e achando que Ren era muita areia para seu caminhão.

Quero os próximos livros… tipo, agora!


Até a próxima! o/

Onde comprar: Amazon (compras feitas através do link geram uma pequena comissão ao blog ^.~)

Você também vai gostar

3 Comentários

  • Responder resenha: O Destino do Tigre - Colleen Houck - Parafraseando LivrosParafraseando Livros 24 out 2013 at 10:29

    […] minha opinião sobre o design do livro que comentei na resenha do primeiro da série mas tenho uma consideração sobre a capa. Por mais que a Fênix tenha um papel importante para o […]

  • Responder [resenha] A Viagem do Tigre - Colleen Houck | Parafraseando LivrosParafraseando Livros 27 jul 2013 at 13:57

    […] minha opinião sobre o design do livro que comentei na resenha do primeiro da série. Minhas única questão é que fiquei na dúvida se o dragão da capa é branco ou lilás… se […]

  • Responder Lygia 3 maio 2013 at 10:13

    Agora você me empolgou a ler a série…tinha ficado tão murchinha com a sua resenha do primeiro livro… que bom que a K. melhora como personagem! o/

    Amanhã devo ir no evento e é provável que pegue vários spoilers, mas nem ligo, hehehe…agora, a terceira capa é tão feinha com o pseudo-dragão :P Gosto do verde do último! *.*

    Beijinhos!

  • Deixe uma resposta