resenha

Jogo de Sedução – Nora Roberts

25 ago 2017
Informações

Jogo de Sedução

Nora Roberts

Harlequin

série MacGregors #1

288 páginas | 2017

3.75

Design 3.5

História 4

16

Compre! Amazon

Uma mulher forte, inteligente e audaciosa. Um homem cínico, intenso e cativante. Esta é receita ideal para um romance explosivo e inesquecível. Justin Blade sabia exatamente o que queria quando sentou na mesa de blackjack comandada por Serena MacGregor… e não era vencer o jogo. Dona de olhos hipnotizantes, ela penetrou sua mente como nenhuma outra mulher já havia conseguido. Mas será que esse relacionamento irá resistir quando todas as cartas forem colocadas na mesa?

Design

Essa é uma publicação “normal” daquelas que a gente encontra em qualquer livraria. Tem as dimensões normais de um livro, diferente daqueles pockets que normalmente a Harlequin lança em banca.

Oh, noes que as mulheres sem cabeça chegaram até nos livros da Nora Roberts. Sério. Eu sempre vou me questionar qual a justificativa de colocar uma imagem de uma mulher supersexygostosona sem cabeça na capa de um livro voltado para mulheres.

É a paixão que enlouquece as mulheres e as fazem perder as cabeças por seus homens? É uma objetificação do corpo feminino para o público feminino? Sou eu querendo uma explicação onde provavelmente não existe? Nunca saberemos.

Mas então, temos a modelo bonita num vestido dourado num fundo dourado genérico. Já vi a arte da capa do próximo livro, e essa parece ser a linha gráfica da série. Mulher bonita em vestido insinuante e cores.

A valorização também está no nome da autora. Nora Roberts ganhando seu momento MARTIN ocupando todo o centro da arte da capa, seguida do título do livro. Eu até acho que a fonte serifada tem tudo a ver com o projeto gráfico. Acho que funciona melhor do que uma fonte sans-serif.

Pontinhos que o projeto da capa ganhou comigo: temos marcação de volume na lombada e na quarta capa! \o/ Numa série que aparentemente é longa, eu acho maravilhoso quando o projeto ajuda o leitor a saber qual o volume e qual a ordem correta. <3 E ainda na quarta capa, o fundo abstrato e dourado invade a arte criando certa unidade na capa como um todo.

O miolo é bem simples, sem a marcação de cabeçalho que eu costumo gostar que existam nos projetos gráficos dos livros. Mas a mancha gráfica e a fonte usada nos textos é bem legível e “gostosa” de ler. Outra coisa que foi boa e ruim ao mesmo tempo: a árvore genealógica dos MacGregors. Falo melhor sobre ela logo mais.

No fim, não é um livro de luxo, mas é um projeto mais refinado do que os pockets lançados nas bancas de jornal, com capa mais trabalhada e papéis mais resistentes também.


História

Eu e Nora Roberts estamos nos esbarrando ao longo da minha vida. Já tive algumas oportunidades de comprar ou ler livros desta diva do romance, mas nós nunca tivemos aquele momento apropriado.

Sempre quis a série Mortal que a Bertrand lança, mas já são tantos livros que não sei por onde começar. A Arqueiro andou lançando algumas séries dela também, mas os temas não tinham me envolvido direito.

Até que chegou um pacote da “nova” Harlequin aqui em casa, com três livros com “cara” de livraria, e não os pockets de banca que a editora costuma lançar. E eu pensei “por que não?”.

E foi uma experiência divertida, apesar do baita spoiler que eu já tomei nas primeiras páginas do livro.

Assim, é um romance, né? A gente já tem aquela expectativa de que tudo vai dar certo no final, que o casal vai ficar junto, feliz, e entupido de filho. Só que a gente não precisa de uma uma árvore genealógica do clã MacGregor na primeira página, mostrando todos os casais que vão aparecer nos próximos livros. Pra mim, essa informação até poderia vir, mas né, jogava pro final! Eu ainda gosto da sensação e da perspectiva de que existe uma chance de tudo dar errado.

De resto, me surpreendi com Nora Roberts. Sei lá porque, eu achava que o estilo dela seria bem água com açúcar, levinho e romantiquinho, mas não foi isso com que me deparei.

Fora o fato de o personagem masculino ser do tipo macho alfa prepotente, que não respeita quando a moça diz que não, eu gostei da história e do casal.

Isso é meio doido pra mim, na verdade. Hoje em dia eu tenho uma reação meio que contraditória quando leio personagens e relacionamentos como o de Justin e Serena. Ao mesmo tempo que fico incomodada com a insistência e petulância de Justin ao se forçar sobre Serena, eu acho um tanto doentio romântico esse interesse. Ele a quer tanto que não vai desistir enquanto não a tiver, sabe? Só que isso é um tanto quanto assustador, se você trouxer para a vida real.

Contradições, contradições.

De qualquer forma, Serena é uma das descendentes do clã MacGregor. Super rica, ela cansou de se dedicar ao que gostava de fazer, estudar, e decidiu trabalhar como croupier em um barco de cruzeiro caribenho. Justin também é super rico e assim que vê Serena em seu uniforme, não consegue tirar os olhos da mulher exuberante.

Começa um jogo de gato e rato entre os dois, um tentando conquistar o outro antes mesmo que o cruzeiro acabe.

O que eles não sabem é que Justin é um amigo do pai de Serena, e ele teve tudo a ver com o encontro “casual” do casal. Justin é dono de alguns hotéis cassino espalhados pelos EUA e Europa (pouca coisa), e para manter Serena próxima, convida a jovem para ser gerente de um dos hotéis.

Nora Roberts é muito boa em construir tensão sexual entre os personagens. Boa parte do livro são os dois só “sofrendo” pela expectativa de um beijo, de um abraço, de um flerte, e isso consegue afetar a gente enquanto acompanhamos. Mas não sei se a realização final entre Serena e Justin foi tão quente quanto de outros casais que já li.

Para continuar o desenvolvimento da história, é inserido um elemento de mistério e vingança do passado de Justin, mas achei a resolução um tanto fácil. Deve ser mais fácil mesmo quando você tem gazilhões de dinheiro e uma reputação a ser respeitada.

Gostei dessa Nora Roberts. Gostei dos personagens (com um tico de ressalvas), gostei da evolução da história. Muito provavelmente vou continuar comprando os próximos volumes. Sinto que vai ser uma coleção longa, tipo a dos Sullivans da Bella Andre… :D


Até a próxima! o/

Este livro foi cedido pela editora Harlequin para resenha e divulgação no blog

Onde comprar: Amazon (compras feitas através do link geram uma pequena comissão ao blog ^.~)

Você também vai gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta