resenha

O que há por trás – Bárbara Lorentz

8 jun 2012
Informações

o que há por trás

bárbara lorentz

indie

série ---

248 páginas | 2011

4

Design

História 4

14

O Que Há Por Trás conta a história de Melissa e Thiago. Primos que se envolvem, apaixonam-se e começam a viver uma história de amor. Pelo grau de parentesco, primeiramente eles não contam para a família. Até que o pai de Melissa os vê juntos e resolve começar a impedir que o romance aconteça. Mesmo assim, sendo atrapalhados por uma só pessoa, eles decidem continuar o namoro às escondidas. Mas tudo muda para Melissa quando depois de serem, mais uma vez, flagrados pelo pai da garota, ela recebe uma revelação bombástica que a faz se afastar de Thiago.

Design

O livro da Bárbara abriu um precedente na minha avaliação de design. Como o livro foi todo produzido de forma independente, inclusive a autora diz na parte de agradecimentos que foi ela que fez a diagramação, não me sinto à vontade para avaliar o produto de uma pessoa que não teve/tem conhecimento em design.

Por isso, fiquei com vontade de fazer um post que foge um pouco das resenhas e notícias literárias. Eu vou contar para vocês sobre as partes de um livro, na visão do design! Espero que seja um assunto interessante para todo mundo e que sirva de referência para autores que quiserem partir para um produção mais independente. Fiquem de olho!


História

De uns tempos para cá comecei a dar maior espaço para leitura de autores nacionais. Na maior parte das vezes acho que dei sorte e selecionei ótimas histórias para ler. O livro da Bárbara Lorentz se encaixa perfeitamente neste grupo!

Posso dizer que foi uma boa surpresa o estilo de escrita da jovem autora. Ele é fluido, rápido e contemporâneo. Não é travado ou prolixo. Mas no começo do livro ela se repete em algumas descrições e exagera um pouquinho na adoração entre os personagens principais.

O livro é narrado basicamente em primeira pessoa pela personagem principal, mas é interessante a alternância que a autora faz entre os pontos de vista, dando voz  para outros personagens, e sempre mantendo a história em primeira pessoa. Na minha opinião, a Bárbara poderia ter trabalhado de forma diferente as vozes dos outros narradores. P.C. Cast em sua série House of Night também usa esse artifício de alternar os pontos de vista, mas ela reserva a voz de primeira pessoa para a personagem principal e todos os outros são narrados em terceira pessoa.

Melissa é filha de uma família rica de São Paulo. Seu pai adora disputar com seu cunhado quem tem a melhor família, e usa os filhos, Melissa e seu irmão mais novo Nicholas, como vitrines durante as reuniões familiares que sempre são organizadas.  Essas ocasiões são muito aguardadas pela garota por serem uma das únicas maneiras de encontrar seu primo Thiago, o amor de sua vida.

Na última vez que estiveram juntos o pai de Melissa encontrou o casal se beijando e desde então é extremamente contra o namoro dos primos. Durante boa parte do livro Melissa e Thiago passam o tempo tentando contornar essa proibição do pai da garota, com a ajuda de Nicholas e de vários amigos do casal. Tem momentos de amadurecimento e desenvolvimento como casal e como pessoas adultas. Até que o pai de Melissa joga uma bomba sobre ela e esta revelação pode acabar de vez com o relacionamento dos primos.

Apesar de ter gostado muito da história e do romance eu confesso que tenho receios com relacionamentos considerados tabus. Eu sei que o amor/paixão acontece sem que realmente haja um controle, mas não gosto muito de relacionamentos “intra-familiares”. Por isso tentava me focar na maior parte do tempo no relacionamento entre Melissa e Thiago e não no fato de serem primos.

Gostei muito de todos os personagens. Eles são muito críveis e parecem mesmo adolescentes entre 15 e 21 anos. Tive um pouco de dificuldade de lidar com a Melissa passiva-submissa no terço final do livro e minha vontade era dar umas sacudidas na personagem, mas o desenvolvimento final da história melhorou minha impressão final.

Me incomodei um pouco que a tensão e o clímax da história demoram um pouco para chegar. Nada contra o romance tomar tanto do livro, mas preferia que tivesse uma virada na história um pouco mais cedo.

Por último e tentando não dar spoilers. A solução para o problema da história caiu meio que do céu. Se a gente considerar a jornada do herói como uma linha de evolução da história, o final vira praticamente um “deus ex machina“, que resolve um problema aparentemente sem solução pelo desenvolver da história. Prejudicou o final? Não. Mas para mim perdeu um pouco da dramaticidade e da conquista que os personagens principais teriam se a solução partisse deles.

Fiquei bem satisfeita com a leitura e recomendo o livro! Espero sinceramente que a Bárbara consiga seu espaço entre as novas (e sérias) editoras que estão dando valor para os bons autores brasileiros.


Até a próxima! o/

Você também vai gostar

3 Comentários

  • Responder novas aquisições do blog #26 | Parafraseando Livros 13 maio 2013 at 10:33

    […] Ainda na onda digital, fiz compras de quatro livros de autoras brasileiras na Amazon. Bárbara Lorentz disponibilizou seu segundo livro Melhor Amigo ou Namorado de graça durante esta semana. Eu já fiz resenha para o primeiro livro da autora aqui. […]

  • Responder sobre as partes de um livro #1 – a capa | Parafraseando Livros 26 jun 2012 at 16:42

    […] as partes de um livro #1 – a capa Como comentei na resenha de “O que há por trás” da Bárbara Lorentz, este é o primeiro post sobre a estrutura que faz o produto livro. Não […]

  • Responder Babi Lorentz 8 jun 2012 at 22:42

    Também espero que o meu dia chegue e eu consiga publicar o livro de maneira correta, por meio de uma Editora que dê ao meu livro e a mim toda a atenção merecida.
    Muito obrigada pelas palavras!
    E vou esperar ansiosa pelo post sobre design!
    Beijão!

  • Deixe uma resposta