resenha

Dez formas de fazer um coração se derreter – Sarah MacLean

27 dez 2016
Informações

dez formas de fazer um coração se derreter

sarah maclean

arqueiro

série os números do amor #2

352 páginas | 2016

3.75

Design 2.5

História 5

Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.

Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.

Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.

Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Design

Eu já reclamei das mulheres decapitadas nos livros de romance de época no primeiro livro da série (que tem os maiores títulos do MUNDO!), e aqui a reclamação continua, com o agravante que agora só temos pescoço e costas! Pessoas! Porque gastar dinheiro com foto de stock images se não faz diferença alguma a moça estar ali na capa. u.u


História

Uma das vantagens das séries de época é que, apesar de ser uma série, ela não necessariamente precisa ser lida em determinada ordem. Dessa forma, ela até consegue fugir um pouco da maldição do segundo livro, que normalmente ataca a maioria das trilogias que já peguei para ler.

Assim, em Dez formas de fazer um coração se derreter os livros até tem uma ordem de leitura bem explícita, já que os números dos títulos indicam uma continuidade, mas ainda assim, o segundo volume foi talvez até melhor que o primeiro.

Em Nove regras a ignorar antes de se apaixonar eu me apaixonei tanto por Lady Calpúrnia e sua doce ingenuidade e espírito livre, quanto por Gabriel e sua postura de Lorde inalcançável. Na resenha, o livro até tinha ganhado a alcunha de “melhor romance de época do ano”. Mas, ó… Nicholas e Isabel são um casal tão ou mais legal quanto o primeiro, por isso as sérias dúvidas de qual dos dois é realmente o melhor.

Acho que o legal de Nicholas é seu passado misterioso e obscuro, que infelizmente não é muito desenvolvido no livro, e que cria uma aura de segredo em volta do irmão gêmeo do Marquês de Ralston. É esse mistério todo que o torna um dos solteiros mais cobiçados de Londres.

Pelo menos é o que diz uma das revistas femininas mais lidas por todas as jovens debutantes e suas mães casamenteiras. É nessa revista que tem a lista da vez, que apresenta as 10 formas de conquistar e manter o interesse de um dos solteiros listados como “opções” a serem agarrados.

A última coisa que Nicholas tinha vontade era se tornar um dos melhores partidos a ser perseguidos em todos os bailes da aristocracia. Então, quando a irmã de um amigo, o Duque de Leighton, desaparece misteriosamente, Nicholas vê a oportunidade de usar seus conhecimentos de rastreador para encontrar a jovem.

Do outro lado temos Lady Isabel, nossa heroína da vez. Irmã mais velha de um jovem Conde praticamente falido, ela tenta manter funcionando a mansão da família que transformou na Casa de Minerva, um abrigo para mulheres, enquanto escapa de cobradores de dívidas que seu falecido pai deixou. Principalmente aqueles que chegam exigindo sua mão em casamento para saldar alguma aposta feita.

Todas as mulheres da mansão escaparam de algum tipo de futuro incerto, ou maridos violentos, casamentos ou gravidezes não desejados, e foram recebidas como irmãs por Isabel. Para proteger essas mulheres e a honra de seu irmão ela decide abrir mão de estátuas de valor inestimável, de forma a ter dinheiro para recuperar a mansão, e acaba descobrindo em uma revista feminina quem é a pessoa certa para avaliar sua coleção.

Uma das coisas mais deliciosas é que cada capítulo está envolto em uma das formas que a revista sugere de “capturar” seu solteiro, mas que obviamente Isabel vai fazer tudo errado quando estiver às voltas com Nicholas. Afinal, a última coisa que ela está procurando é um homem se metendo em toda a estrutura que ela criou para suas meninas. Isabel é independente e forte o suficiente para fazer com que tudo continue funcionando sem precisar se casar em busca de dinheiro e prestígio.

O envolvimento dos dois é muito gostosinho de acompanhar, porque Isabel tenta esconder de Nicholas todos os segredos que a Casa de Minerva guarda, enquanto Nicholas não quer que Isabel descubra o que realmente o levou até lá.

Acho que gostei mais de Dez Formas por culpa do próprio Nicholas, que é daqueles homens protetores, e ele acaba encontrando exatamente o tipo de mulher por quem sempre se apaixona: as donzelas em perigo. Mesmo que Isabel na verdade não seja bem uma donzela e sempre procure pelo perigo, de um jeito ou de outro. Nem que esse perigo seja nos braços de Nicholas. XD

Definitivamente acho que Sarah MacLean foi minha autora de época favorita de 2016. Os dois livros que li dela mereceram 5 estrelas sem muito esforço pela qualidade das histórias, dos personagens, pela diversão e pela forma como ela envolve o leitor. Além disso, sem dúvida MacLean é a que melhor escreve e descreve as cenas sensuais e sexuais em seus livros, e realmente consegue criar tensão para o leitor.

Preciso com urgência ir atrás dos outros livros da autora que já foram lançados por aqui pela Gutenberg. Afinal, Onze leis a cumprir na hora de seduzir,último volume que deve tratar da irmã italiana dos gêmeos, só chega em maio de 2017! ^.~


Outras resenhas da série

  • Nove regras a ignorar antes de se apaixonar - Sarah MacLean

Até a próxima! o/

Você também vai gostar

1 comentário

  • Responder Francisca Elizabete 30 dez 2016 at 14:02

    Isabel Townsend parece ser uma mulher destemida e corajosa já que seu pai é um beberrão e mulherengo! Mas com a morte dele as coisas ficam mais complicadas, já que tem seu irmão menor!! Ainda bem que ela conhece o lorde Nicholas St. John, e juntos irão descobrir que ambos estavam errados sobre suas antigas convicções!! Ansiosa para ler!!

  • Deixe uma resposta