resenha

As Regras da Sedução – Madeline Hunter

12 nov 2015
Informações

as regras da sedução

madeline hunter

arqueiro

série os rothwells #1

272 páginas | 2013

3.75

Design 3.5

História 4

Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden.

Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.

Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.

Design

Essa é uma segunda edição da série Os Rothwells e por causa disso a Arqueiro decidiu mudar a capa dos dois primeiros volumes, criando uma unidade maior com a nova identidade gráfica que foi feita para os dois últimos. Não sei muito bem porque decidiram mudar as imagens das moças dos livros, porque as iniciais não eram ruins, mas acho que as novas encaixam melhor como um conjunto.

Gosto bastante da capa. Mostra uma moça sóbria que combina bastante com a personagem principal. Além disso, o grafismo de floral que sobrepõem a imagem da modelo é bem elegante e compõem a arte de uma forma delicada. Eu acho que apesar de o nome da autora estar em vermelho, ele se perde um pouco no centro da imagem, principalmente na área do colar de pérolas e do ombro da moça.

Mais uma vez, temos uma fonte no estilo romana “gritando” na capa em caixa alta o nome da autora e o título do livro. De qualquer forma, o bloquinho de informação textual está bem compacto e não rouba o valor da imagem principal.

Para variar, não temos uma marcação de número de volume na lombada apesar de que na quarta-capa a Arqueiro costuma colocar todas as capas de uma série que já está completa. Só que, né?!, na estante o que fica de cara para a gente são as lombadas e não as quartas-capas…

Para fechar, temos o miolo correto da Arqueiro, sem inovações dessa vez.


História

Acho que de todos os romances de época da Arqueiro que li até agora este foi o menos romântico e talvez um tanto quanto mais explícito do que os outros.

A base da história é praticamente a mesma. Mulher solteirona que não tem perspectivas de futuro feliz vê seu destino mudar quando um homem lindo-rico-canalha acaba cruzando seu caminho. A diferença aqui é que os personagens são muito mais práticos, francos e sensatos do que apaixonados.

Obviamente existe aquele fogo e muito interesse entre eles durante à noite, embaixo dos lençóis, mas durante o dia, a convivência do casal é muito mais cordeal do que romântica.

E eu gostei muito de acompanhar um desenvolvimento de relacionamento que é inicialmente baseado em honra/dever e sexo se transformar em um interesse e carinho real, que ia além do quarto do casal.

Alexia é a prima pobre, que vive de favor na casa de familiares com mais poder aquisitivo. Até que Lorde Hayden faz uma visita a um de seus primos e todos descobrem que a família foi à falência. É a segunda vez que a jovem enfrenta esse tipo de acontecimento, seu pai também faliu e por isso ela vive de favor. Sabendo que não pode continuar a contar com seus primos, Alexia se prepara para ir atrás de um futuro plausível para si. Em seus planos estão a perspectiva de ser preceptora, modista de chapéus, cortesã e ladra, nesta ordem. :P

Acontece que Lorde Hayden, o filho do meio do clã Rothwell, fica interessado pela jovem franca e direta, que já teve tanta desgraça na vida, incluindo perder o primeiro amor (que era um de seus primos) para a guerra. Benjamin também era um grande amigo de Hayden, e se sentindo em dívida com ele, resolve ajudar Alexia, mantendo-a como dama de companhia de sua tia e preceptora de sua prima.

Acontece que o interesse dos dois, seus conflitos, seus diálogos, são extremamente envolventes e Hayden se vê cada vez mais interessado na jovem de olhos violetas. Alexia também não consegue negar que, por mais que odeie o Lorde por ter destruído a fortuna de sua família, se sente fisicamente atraída por ele.

A história gira em torno do relacionamento inicialmente honrado dos dois, uma vez que são “obrigados” a se casarem, e também do mistério do desvio do dinheiro do banco onde os primos de Alexia eram sócios.

É bonito ver também o valor que Alexia dá à lealdade, primeiro para sua família, e depois para Hayden, quando este se torna seu marido. E também o quanto em 1822 a palavra de honra entre cavalheiros realmente valia de alguma coisa. Hayden é extremamente honrado e faz de tudo para cumprir suas promessas.

Quanto às cenas de sexo, além do livro estar recheado delas, são bastante gráficas e bem descritas (fora uma específica que eu não entendi quem estava em pé e quem não estava), e ajudam bastante a mostrar o interesse romântico e o desenvolvimento do relacionamento de Alexia e Hayden ao longo da história.

Gostei de conhecer Madeline Hunter, ainda não tinha lido nada da autora e achei seu estilo narrativo limpo, elegante e fluido. Suas cenas e diálogos são bem conduzidos e seus personagens são altamente gostáveis. Fiquei supreendida com uma das amigas de Alexia, Phaedra, que é bastante feminista, independente e moderna para uma época em que as mulheres ainda eram “vendidas” para seus pretendentes. Espero que ela apareça em outros volumes, talvez até como um interesse romântico de um dos irmãos de Hayden.

A Arqueiro já lançou os quatro volumes da série Os Rothwells, então é só correr e comprar os próximos livros para ser feliz. ^.~


Até a próxima! o/

banner-resenha-arqueiro

Você também vai gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta