resenha

Profundamente Sua – Sylvia Day

26 nov 2014
Informações

profundamente sua

sylvia day

paralela

série crossfire #2

256 páginas | 2012

3.75

Design 4

História 3.5

Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício… meu desejo… todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso… exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão.

Design

Segundo livro da série Crossfire e minha opinião sobre o projeto gráfico você pode conferir na resenha do primeiro volume que não mudou nada não. ^.~ A única diferença aqui é que o anel faz sim muito sentido depois que você termina a leitura, então tá aprovado por respeitar o contexto da história na capa. o/


História

Eu às vezes queria que alguns escritores pulassem o segundo volume e fizessem logo o terceiro. Não sei bem o que acontece com os segundos livros de uma série, mas muitas vezes, eles são tão decepcionantes ou dão uma esfriada na história tão grande que eu fico me perguntando se é alguma maldição.

Profundamente Sua caiu um pouco nesse problema do segundo volume. Acho que Sylvia Day precisou dar uma forçada na história para poder justificar sua série. Confesso que, por mim, não precisava de mais três livros na história de Eva e Gideon, o primeiro já bastava.

Entendam que a autora criou dois personagens bastante complexos e com problemas muito profundos que acabam se apaixonando e criando uma relação de obsessão entre eles. Eva e Gideon são obcecados um pelo outro, extremamente ciumentos e possessivos, mas ao mesmo tempo não querem abrir mão de suas excentricidades. Para falar a verdade, fico com a impressão que na maior parte do tempo, Gideon está sendo bastante compreensivo e abrindo mão de muita coisa, enquanto Eva só reclama e exige mais.

Esse é um dos problemas de se conduzir uma história com o narrador em primeira pessoa. Durante a leitura só ouvimos a voz de Eva, e em Profundamente Sua ela beira a chatice. Como o foco da história agora não é tanto o romance explosivo entre os dois, a autora tenta desenvolver uma trama com um leve suspense e drama, criando uma tensão entre os personagens, crises de ciúmes, demostrações tortas de afeto ou de raiva.

Eva está completamente perdida na maior parte do livro, sem entender o que está realmente acontecendo com sua relação com Gideon. E acho que aqui que a história fica um pouco cansativa, porque com todo o background de Eva e Gideon é muito previsível o que está acontecendo na dinâmica dos dois. Em um momento específico no meio do livro, quando Eva e a mãe estão passeando e ela tem uma reação específica, fica claro para o leitor o que vai acontecer até o final. Só esqueceram de avisar para Eva, que está “toda trabalhada” em sua insegurança em relação à Gideon.

bored-alice-in-wonderland-meh-waiting

Então, assim, fora a previsibilidade, o dramalhão de Eva, e uma queda brutal na quantidade de cenas se(x)nsuais entre ela e Gideon, o livro dá continuidade para história, mesmo que seja de uma forma um pouco mais lenta e truncada. Aproveita para dar mais espaço para o amigo de Eva, o modelo Cary, e desenvolver um pouco alguns personagens secundários que não tiveram voz no primeiro livro.

Foi interessante também para descobrir um pouquinho sobre o passado traumático de Gideon, mas a autora provavelmente só arranhou a casca do que realmente faz parte de todos os segredos sombrios do bilionário-probleminha.

Não sei bem como Sylvia Day vai continuar sua série, porque no fim existe A revelação (que só a Eva não sabia) e de certa forma ela precisa fazer uma escolha moral bem pesada. É daquelas que a gente concorda e apóia porque sabe toda história de sofrimento dos personagens, mas que na realidade, se fosse aqui fora na “vida como ela é”, eu não saberia como reagir.


Até a próxima! o/

banner-resenha-bcl

Você também vai gostar

2 Comentários

  • Responder Ize Chi 26 nov 2014 at 14:46

    Realmente, tive essa mesma impressão do livro, quando o li há alguns séculos atrás rs
    E pior: eu fiquei na espera do terceiro, justamente achando que finalmente a história teria um final, e os segredos do Gideon seriam revelados. Se quer saber, me decepcionei bastante com essa expectativa, e morri de raiva ao descobrir que teria um quarto livro -.-‘
    Ele acabou de ser lançado, e ainda nem sei se já é o volume final, ou se vem mais pela frente. Se for o final, vou reler os três primeiros (já nem lembro direito) e terminar a saga; se ainda não for, nem me darei ao trabalho, já que a autora anda enrolando demais pra concluir o que começou u__u”

    • Responder Samara Maima 26 nov 2014 at 16:06

      Xi, Ize. O Goodreads tem um quinto livro cadastrado por lá e nenhuma previsão de lançamento para ele… Acho que talvez seja melhor esperar todos serem lançados para uma futura maratona de leitura Gideon+Eva. Ou não! XD Eu vou colocar a resenha do terceiro em breve, e posso adiantar que gostei bem mais.

    Deixe uma resposta