bate papo

Semana Fantástica iD – A Fantasia

28 out 2014

Semana Fantástica iD

Bem-vindos à Semana Fantástica iD! Nos próximos dias vocês vão poder acompanhar posts sobre livros de fantasia lançados pela editora iD e também algumas informações sobre esse gênero pelo qual eu sou apaixonada, e que ganha cada vez mais espaço nas prateleiras das livrarias e das nossas estantes.

Venham comigo descobrir um pouco mais sobre a Fantasia! Que nossa jornada mágica comece! ^.^


O que é Fantasia na literatura?

A ficção fantástica pode ser definida pela presença de magia e elementos sobrenaturais em suas histórias. Apesar de a Fantasia dividir algumas características semelhantes com a Ficção Científica, o que no final as distingue é que a Fantasia não precisa ser cientificamente possível, mesmo se tratando de um futuro distante.

A Fantasia é caracterizada por uma construção intricada de “universo”, e normalmente suas histórias ocorrem na Terra ou em um mundo diferente, em nosso passado ou presente, ou em um momento fora do tempo. Os mundos de Fantasia são populados por seres e criaturas míticas (dragões, unicórnios, elfos…) e/ou paranormais (vampiros, lobisomens, metamorfos…).

As narrativas normalmente giram em torno de uma batalha do bem contra o mal, e as séries fantásticas tendem a se concluir com a derrota do antagonista. O protagonista costuma possuir uma habilidade mágica que o ajuda a triunfar sobre o mal. Talvez os dois subgêneros mais populares da Fantasia atualmente sejam a High/Epic Fantasy e a Urban Fantasy (vou tratar sobre os subgêneros em um post futuro ^.~).

Eu já comentei algumas vezes sobre a Jornada do Herói, definida por Joseph Campbell, e na maioria das vezes, é possível identificar nas histórias de Fantasia todo o percurso da jornada feito pelo herói/protagonista do livro. No vídeo abaixo, uma palestra do TED, vocês podem ver uma explicação sobre o Monomito (em inglês).

A história da Fantasia

Não é nada fácil de definir quando a Fantasia moderna realmente começou. Sua origem pode ser traçada através dos primeiros documentos escritos da humanidade de que se tem conhecimento, A Epopeia de Gilgamesh, mas também em vários outros textos famosos de diversas culturas. A Odisseia, Beowulf, o Mahabharata, As Mil e Uma Noites, A Ilíada, Ramayana, as lendas Arturianas, todos estes exemplos são representados por bravos heróis e heroínas que enfrentam monstros terríveis em reinos arcanos e mágicos, e são responsáveis por inspirar inúmeras audiências.

Acredita-se que a história da Fantasia moderna começou com George MacDonald, o autor escocês das novelas The Princess and the Goblin e Phantastes, esta considerada a primeira fantasia escrita para adultos. Além disso, foi uma grande influência para J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis. Apesar da valor que MacDonald ou dos livros de H.G. Wells tiveram nos futuros escritores, foi somente a partir do século 20 que a ficção fantástica começou a alcançar um vasto público.

Nas primeiras décadas do século 20 autores como H. Rider Haggard (As Minas do Rei Salomão), Rudyard Kipling (O Livro da Selva) e Edgar Rice Burroughs (Uma Princesa de Marte) definiram o que ficou conhecido como o sub-gênero “mundo perdido”. Era uma forma muito popular de fantasia, assim como vários clássicos para crianças como Peter Pan e O Mágico de Oz.

Inicialmente o estilo era considerado mais aceito quando escrito para jovens e crianças do que para adultos. Então, quando autores desejavam escrever fantasia, eles precisavam ajustar suas histórias para o público infantil. Por muitos anos livros como Alice no País das Maravilhas e até mesmo O Senhor do Anéis, foram classificados como literatura infantil.

Em 1923, com o surgimento das revistas pulp focadas completamente no gênero fantástico, o mercado viu explodir a popularidade do estilo. As revistas foram responsáveis por trazer a ficção fantástica para uma audiência muito mais ampla nos EUA e na Inglaterra. Elas também foram importantes para o surgimento da Ficção Científica, e é por isso que os dois gêneros são muitas vezes associados um ao outro.

Foi com o advento da High Fantasy, muito por conta dos livros O Hobbit e O Senhor dos Anéis de J.R.R. Tolkien, que o gênero conseguiu alcançar picos de popularidade, e permitiu que a Fantasia verdadeiramente encontrasse espaço para o público mais mainstream. Outras séries importantes, como As Crônicas de Nárnia de C.S. Lewis e Earthsea de Ursula K. Le Guin, ajudaram a cimentar as conquistas do gênero e sua popularidade.

O século 21 viu o gênero fantástico continuar com sua escalada de popularidade, e ficou evidente sua aceitação pelo sucesso de séries como Harry Potter de J.K. Rowling, e sua escola de bruxos; As Crônicas de Gelo e Fogo de George R.R. Martin, e suas intrigas políticas; e as séries de Rick Riordan, Percy Jackson e As Crônicas de Kane, que focam em mitologia Grega/Romana e Egípcia, respectivamente.

Terminando de consolidar o espaço que a literatura fantástica conseguiu no mercado, os filmes com status de blockbusters que derivaram de grande sucessos literários, ajudaram a atingir ainda mais novos leitores, e aumentar o interesse pelo gênero, elevando a busca por novos autores e clássicos na livrarias.


Livros de fantasia que precisam ser lidos

Os livros listados aqui foram livremente influenciados pelas listas da Time e da IGN, com uma ou outra colaboração pessoal.

Existem muitos outros livros clássicos e icônicos que não estão nesta lista, muitos deles ainda nem foram lançados no Brasil. Mas alguns aqui mudaram minha vida como leitora, e me moldaram na pessoa que sou hoje em dia (não muito normal, mas né… fazer o quê? ^.^)

Livros de autores brasileiros que também valem uma olhada!


Seu livro de fantasia favorito não está aqui? Me conte qual é nos comentários, vou adorar colocar na minha lista de desejados do Skoob! ^.~

Até a próxima! o/

fontes: Wikipedia e Book Country;

top livros de literatura fantástica: IGN e Time

Você também vai gostar

3 Comentários

  • Responder Ize Chi 28 out 2014 at 23:45

    Adorei! Muito bom aprender mais sobre meu gênero favorito :)

  • Responder Isabela Aguiar 28 out 2014 at 17:33

    Eu tenho um blog de resenhas de livros e aprendo muito com as suas resenhas mais gostaria de agradecer e sigo todas as suas dicas …
    Obrigada

    • Responder Samara Maima 28 out 2014 at 21:09

      Obrigada pelo apoio, Isabela! ^.^

    Deixe uma resposta