resenha

Tentação sem Limites – Abbi Glines

12 mar 2014
Informações

tentação sem limites

abbi glines

arqueiro

série sem limites #2

208 páginas | 2014

3.5

Design 4

História 3

A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay. Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram. O único problema é que não consegue deixar de amá-lo. Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente. Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela. Segundo volume da trilogia Sem Limites, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo, Tentação sem limites é tão viciante e tentador quanto uma paixão proibida.

design

Mantenho minha opinião em relação ao primeiro livro da série, Paixão sem Limites, com a ressalva para o novo padrão cromático da capa (que agora é roxo-paixão e lilás) e para a foto que os leitores ajudaram a escolher. Eu inclusive fui uma das pessoas que escolheu exatamente esta que foi selecionada e impressa.


história

Apesar da primeira boa impressão que tive com Paixão sem Limites, seu sucessor acabou sendo um livro de “meio”. Durante as suas 208 páginas Abbi Glines não desenvolveu mais seus personagens, só alternou a narrativa entre Blaire e Rush e o “rema-rema” entre os dois.

Spoilers suaves ao longo da resenha, Pessoas. Se você não gosta ou não leu o primeiro livro melhor evitar o resto da leitura. ^.~

Porque foi isso que se tornou a relação entre eles. Como vocês bem sabem, Blaire bobeou e está grávida, e ela vai passar boa parte da história tentando esconder isso de Rush. Enquanto isso, nosso bad-boy vai correr atrás de nossa heroína insegura para tentar reatar o que ele acredita ser o amor da sua vida.

Tudo bem, as cenas de sexo entre os dois são ainda mais quentes do que no primeiro livro, mas Blaire ser tão insegura e orgulhosa durante toda a narrativa me deixou levemente irritada. A moça está grávida, não tem mais nada NA VIDA, e não vai procurar o cara que é o responsável por sua “situação”?!

Tem mais, Blaire está completamente on fire! A princípio ela coloca a culpa nos hormônios, mas ela vai dar uma canseira no Rush durante o livro todo! E por causa disso também existe muitos “tapas e beijos” entre os dois ao longo da história… Haja disposição.

Outra situação enervante foi manter o Rush indeciso entre Blaire e sua irmã-maquiavélica-insuportável Nan. Uma coisa não se pode negar, Abbi Glines soube criar uma personagem “para todos odiar”. Nanette é chata, pentelha, irritante, ARGH, e nenhum personagem consegue gostar dela, além de Rush! Fica até estranho e um pouco doentio a relação que os dois têm.

Achei que a autora perdeu a oportunidade de explorar a questão de que Blaire poderia ser acusada de dar o golpe da barriga, e isso ser uma tensão para ser solucionada durante a história. Mas se tratando da personalidade que ela deu para a garota, era capaz de ela simplesmente ir embora depois da acusação e não lutar por Rush. Melhor manter a pose de boa moça perfeita de Blaire do que criar um problema a mais.

Assim como em Paixão, a autora guardou uma bomba um pouco menor para jogar nos leitores, que é meio uma forma de melhorar a situação entre Rush, Blaire e Nan. Mas a bondade e desprendimento da Blaire não consegue me convencer direito…

Tentação sem Limites é outro livro rápido de se ler e para mim valeu mais pela definição do relacionamento Blaire/Rush, do que pela evolução da história em si. Não me entendam mal, foi divertido, mas nada além do livro de ligação para fechar a série e passatempo da sua viagem. Espero que o terceiro garanta um final feliz para esses dois…


Outras resenhas da série


Até a próxima! o/

banner-resenha-arqueiro

Você também vai gostar

2 Comentários

  • Responder Fernanda Drumond 13 mar 2014 at 18:30

    Concordo com você, Samara. Achei o primeiro livro bom… mas os outros dois não acompanharam.
    Mas Abbi tem vários livros bons para passar o tempo. Não são os livros da minha vida, mas são livros agradáveis.

    • Responder Samara Maima 13 mar 2014 at 23:52

      Oi Fernanda! Eu espero ter a oportunidade de ler outras obras da Abbi Glines, gostei do estilo e da narrativa da autora. Vamos torcer para que a Arqueiro continue investindo em New Adults, né? ^.~

    Deixe uma resposta