resenha

Obsessão – Maya Banks

19 jun 2013
Informações

Obsessão

Maya Banks

quinta essência

série Breathless #1

384 páginas | 2013

3.5

Design

História 3.5

18

Compre! Amazon

Gabe, Jace e Ash são três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conquistar tudo o que querem. Tudo. Para Gabe, tudo significa realizar uma fantasia particular com uma mulher que era um fruto proibido – e que agora está pronta para ser colhida… Quando Gabe Hamilton viu Mia Crestwell entrar no salão na inauguração de seu hotel, sabia que iria para o inferno pelo que tinha planejado. Afinal, Mia é irmã de seu melhor amigo. Contudo, não é mais uma menininha. E Gabe já esperou muito tempo para colocar seus desejos em prática. Gabe já fez parte das fantasias de Mia há muito tempo, desde que era apenas uma adolescente com uma “paixonite” pelo melhor amigo de seu irmão. Mas o que pode acontecer 14 anos depois? Mia sabe que Gabe é como um sonho inalcançável, mas sua atração só fez aumentar ao longo do tempo. Agora ela é adulta, e não há motivo para não agir de acordo com seus desejos mais secretos.

Design

Mais um livro digital, portanto, sem avaliação de design.


História

Obsessão, assim como Luxúria, é um livro erótico que por acaso tem uma história para “justificar” suas cenas de sexo. Enquanto lia Obsessão tive momentos em que senti um pouco de vergonha.

A história é centrada em Mia e Gabe, que sem saberem, possuem uma obsessão um pelo outro, apesar da grande diferença de idade. Gabe sempre quis se relacionar com Mia, mesmo ela sendo a irmã mais nova de um dos seus melhores amigos e sócio na empresa em que trabalham juntos. Gabe é marcado por uma vida afetiva um tanto quanto traumática, e para se proteger, cria um contrato que todas as mulheres que se relacionam com ele devem ler e assinar.

Mia não sabe muito bem aonde está se metendo quando recebe o contrato, mas seu desejo é tão intenso e ela quer estar com Gabe a tanto tempo, que aceita os termos. A única coisa que a preocupa é manter seu relacionamento (doentio) escondido de seu irmão. Ela abandona seu trabalho e passar a ser assistente pessoal de Gabe para estar disponível a qualquer momento para realizar seus desejos, sejam quais forem. Daí em diante é cena tórrida atrás de cena tórrida. É interessante ver como a autora alterna a visão entre Mia e Gabe, e se questiona sobre a relação entre os dois de ambos os pontos de vista.

Em alguns momentos da leitura eu fiquei me perguntando quando aconteceria a virada, se existiria um clímax para história que fugisse da narrativa descritiva das relações sexuais dos personagens. Maya Banks conseguiu me surpreender três vezes com as decisões que toma para a narrativa, e fiquei de certa forma satisfeita de ela fugir de um clichê com Mia.

Entretanto, não me permiti uma avaliação muito profunda, já que o livro não pede este tipo de análise, e sim uma leitura de consumo, rápida e para gerar certa “satisfação”. Mas em alguns momentos eu (e os próprios personagens) me perguntava qual era a diferença entre o que Mia estava fazendo para ficar com Gabe de uma prostituta… Inclusive preciso dizer que alguns diálogos beiram o cômico quando eles trocam frases de palavreado chulo.

Definitivamente uma leitura de 18+, Obsessão foi interessante, sexy e vergonhoso, tudo ao mesmo tempo. Ainda bem que estava lendo no Kindle, ficaria preocupada de ser encarada no transporte público durante a leitura.


Até a próxima! o/

banner-resenha-leitoras

Você também vai gostar

4 Comentários

  • Responder Dani 7 jul 2013 at 22:08

    Sinceramente qual e o problema em se ler historias que falem de sexo, pq esse assunto tem ser tratado como tabu

    • Responder Samara Maima 7 jul 2013 at 23:24

      Oi Dani, tudo bem?
      Não vejo nenhum problema em ler histórias que falem de sexo, tanto até que eu tenho outras resenhas com este tema.
      Hoje em dia, com a invasão dos livros eróticos nas livrarias, acho que mais do que nunca, deixou de ser tabu e passou a estar ao alcance de todos.
      Minha questão aqui é que eu esperava mais do livro além da descrição visceral das cenas de sexo, só isso. Não estava em nenhum momento dizendo que elas eram ruins ou que não deveriam existir num livro erótico, é? ^^
      Obrigada pelo comentário, e espero ter me esclarecido.

  • Responder Lygia 19 jun 2013 at 12:58

    Leitura de consumo..nunca tinha pensado nesse termo, e vc o usou corretamente. Acho que a capa do livro (brasileira) em si nem dá a ideia do que esperar do livro. Mas as descrições ‘vergonha alheia’ que vc me passou das cenas tórridas…gente! Quem descreve as coisas assim? hahahah XD

    Vamos ver quanto tempo essa onda vai sustentar a prateleira de lançamentos de TODAS as editoras! ><

    • Responder Samara Maima 19 jun 2013 at 18:44

      Taí uma coisa que eu ando pensando… até quando vai durar. Porque a modinha provavelmente vai passar e a inundação de títulos nas livrarias talvez acabe sendo um problema, não acha?

      Imagino que o espaço para este tipo de leitura não acabe, a Harlequin é um exemplo, alimentando as bancas com vários romances todos os meses. Minha questão são essas edições “de luxo” que saem nas livrarias…

    Deixe uma resposta