resenha

Amante Sombrio – J.R. Ward

29 abr 2012
Informações

amante sombrio

j.r. ward

universo dos livros

série irmandade da adaga negra #1

448 páginas | 2009

4.5

Design 4.5

História 4.5

Nas sombras da noite, em Caldwell (Nova Iorque) se desenrola uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos. A Irmandade e seus caçadores e os assassinos. E existe uma Irmandade Secreta de seis vampiros guerreiros, os defensores de toda a sua raça. Nenhum deles deseja aniquilar a seus inimigos com tanta ânsia como Wrath, o campeão da Irmandade da Adaga Negra. Wrath, o vampiro de raça mais pura dos que povoam a terra, tem uma dívida pendente com aqueles que, há séculos, mataram seus pais. Quando morre um de seus mais fiéis guerreiros, deixando órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e seu destino, não resta a ele outra saída senão levar a bela jovem para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente para resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita toda a noite, envolto nas sombras. Suas histórias sobre a Irmandade a aterrorizam e a fascinam… E seu simples toque provoca chispas de um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Design

Gostei bastante do projeto gráfico que a Universo dos Livros criou para série. O livro é bonito, com as folhas amareladas, uma fonte agradável para a leitura e uma mancha gráfica arejada. O número de páginas divide espaço com a informação do nome do livro e da autora deixando o topo de página livre e limpo. A parte tipográfica da capa é elegante, mas depois de ler a história achei a escolha do modelo masculino da foto infeliz. Ele fica muito longe da descrição que J.R. Ward faz de Wrath (além de parecer que ele tem cabelo “ruim” ^_^). Outro detalhe legal da capa é o relevo seco no título. Quanto a revisão, nada me chamou a atenção a não ser uma ou outra vogal trocada em algumas palavras.

O livro tem logo no começo uma área de glossário para explicar alguns do termos criados pela autora. Achei muito interessante essa contextualização para o leitor que está mergulhando pela primeira vez na nova mitologia.

Suas 448 páginas transformam o livro num peso relativamente considerável para ser lido no transporte público em pé. Nada que amor pela leitura e uma leve musculação para o braço não resolvam.

Só tenho uma reclamação: Irmandade da Adaga Negra é uma série longa. Apesar de na orelha da contra-capa ter a ordem cronológica dos livros, seria ideal o número correspondente ao volume estar impresso na lombada. Isso é muito importante para facilitar a procura do livro em uma estante e na hora da compra, poder identificar mais rapidamente qual falta na coleção.


História

Você vai se perguntar “Mais vampiros?” e eu vou responder “Sim, mais vampiros”. A verdade é que eu não me canso destes chupadores de sangue imortais e suas “novas” mitologias. Já fui da mãe dos vampiros modernos e aristocráticos, Anne Rice, para os vampiros brilhantes de Stephenie Meyer, e daí aos vampiros aterrorizantes-bizarros de Guillermo del Toro. Agora chegou a hora de experimentar os vampiros HOT de J.R. Ward. (A Tonks do Romances in Pink usa muito esta expressão para definir livros adultos “sensuais” por isso merece os devidos créditos ^_^)

Esta é a primeira série escrita pela autora e este volume foi lançado em 2005. É uma história, na minha opinião, voltada mais para o público feminino (tanto até que o skoob mostra para Amante Sombrio 93% de leitora), e verdadeiramente para mulheres mais, ahn…, maduras (o.O). A autora escreve e descreve várias cenas de sexo durante a história, coisas que Edward e Bella nem pensam que possam ser feitas. >.<

Fora isso, a história é muito boa! J.R. Ward construiu seu mundo de vampiros de maneira sólida, apesar de eu sentir um pouco de falta de background da sociedade como um todo e da sua teologia, e sua escrita é fluida e rápida.

Em Amante Sombrio os vampiros são uma raça de homo sapiens criada pela Virgem Escriba, uma entidade imortal e espiritual. Eles são perseguidos pelos redutores, humanos que fizeram um pacto com Ômega, o maior inimigo da “deusa”. Os redutores abrem mão de sua humanidade e individualidade para se tornar parte de Ômega, ganhando força descomunal e grande resistência para caçarem e matarem todos os vampiros. A maioria dos redutores são homens com problemas: criminosos, sociopatas, e outros malucaços.

Para defender os vampiros civis e a aristocracia, existe a Irmandade da Adaga Negra, um grupo de guerreiros, mais fortes e preparados para lutar contra a Sociedade Redutora. Normalmente, são os vampiros mais puros de toda a sociedade e dedicam suas vidas para protegê-la. Todos os vampiros da Irmandade tem nomes meio agressivos, e eu fiquei feliz que a editora tomou a decisão de não traduzí-los. Imagina, Wrath viraria Cólera. Não sei se curto muito.

Os vampiros vivem juntos com os humanos mas estes não suspeitam de sua existência. Eles não precisam se alimentar de sangue humano, que inclusive os enfraquece. Costumam comer o mesmo tipo de alimentos que os reles mortais, mas precisam com frequência de sangue de um indivíduo do sexo oposto. Fora isso, após a transição, que é quando os vampiros passam para a fase adulta, não podem mais andar ao sol porque morrem queimados.

Falando mais sobre a transição, ela ocorre aos 25 anos e, antes disso, os vampiros são parecidos com humanos normais. A transição pode ser fatal se o vampiro não tiver de quem sugar sangue pela primeira vez. Vampiros não são imortais, só vivem muito mais do que os humanos. Podem se relacionar sexualmente com humanos, inclusive às vezes geram filhos com eles. Mas a espécie só progride dos filhos nascidos de um casal vampiro, já que muitos mestiços não sobrevivem à transição.

Depois de toda essa contextualização, a história de Amante Sombrio acompanha Beth, uma vampira mestiça, filha de Darius, um dos guerreiros da Irmandade da Adaga Negra. Darius se aproxima de Wrath, rei da sociedade vampírica, líder da Irmandade e o último vampiro de sangue-puro, para pedir que ajude Beth na transição que se aproxima. A humana não suspeita ainda que é meio-vampira porque foi criada em lares adotivos por toda sua vida e não conheceu Darius.

Wrath se nega a ajudar o Irmão, porque é assim, né. Ele é o rei, o líder, o vampiro mais bonzão do pedaço mas não era bem isso que ele queria para si. Mas depois que Darius é assassinado pela Sociedade Redutora, Wrath se sente na responsabilidade de cuidar de Beth. O que ele não esperava era encontrar o amor arrebatador em uma mestiça.

Esse primeiro livro é uma apresentação dos personagens e de toda a mitologia de J.R. Ward, e segue o casal Beth e Wrath e paralelamente os líderes da Sociedade Redutora. A história é tão envolvente que quando havia a quebra de ritmo mudando o foco dos vampiros para os redutores eu ficava até com “raivinha”. XD

Viciei! Recomendo e já estou lendo enlouquecidamente os seguintes. Acho que desde a série de Sookie Stackhouse da Charlaine Harris eu não vou tão ávida para os livros seguinte.

Você também vai gostar

6 Comentários

  • Responder resenha: Amante Consagrado – J.R. Ward | Parafraseando Livros 22 jan 2013 at 13:54

    […] Para ler minha avaliação completa de design do primeiro livro da série é só clicar aqui. […]

  • Responder resenha: Amante Liberto – J.R. Ward | Parafraseando Livros 5 jan 2013 at 11:00

    […] Para ler minha avaliação completa de design do primeiro livro da série é só clicar aqui. […]

  • Responder resenha: Amante Revelado – J.R. Ward | Parafraseando Livros 11 nov 2012 at 21:42

    […] Para ler minha avaliação completa de design do primeiro livro da série é só clicar aqui. […]

  • Responder novas aquisições do blog #19 | Parafraseando Livros 9 out 2012 at 15:38

    […] da trilogia Luxúria, Luxúria. :) Fora os livros da Irmandade da Adaga Negra (que tem resenha do primeiro volume aqui), esta vai ser minha primeira (que eu lembre) incursão na literatura adulta. Não sei bem o que […]

  • Responder Poly 29 abr 2012 at 23:55

    Eu quero muito ler essa série, várias pessoas me recomendaram e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler *________*
    Bjuxxxx

    • Responder Samara Maima 30 abr 2012 at 19:16

      Oi Poly! Que bom que gostou da resenha. Quando puder, tente aproveitar uma daquelas promoções do Submarino e comprar os 5 primeiros de uma vez. Foi o que fiz e valeu muito a pena. O problema agora é conseguir os seguintes por um preço ace$$ível. XD
      Obrigada pela visita!

    Deixe uma resposta